Rolar para baixo
Categorias
//Quais as linguagens de programação mais famosas de 2018

Quais as linguagens de programação mais famosas de 2018

Todos os amantes da programação, tal como qualquer engenheiro informático, tem de estar sempre acima das tendências do mercado. Saber quais as linguagens de programação mais famosas e desenvolver-se consoante a procura no mercado é essencial.

Neste artigo, com ajuda das Tiobe e da PYPL, venho falar quais foram as linguagens mais utilizadas do ano 2018, e que provavelmente também o serão em 2019, se tudo seguir pelo mesmo caminho deste ano.

Como era de esperar, a linguagem mais famosa é o tão famoso Java, utilizado para muito tipo de aplicações, mas com um crescimento enorme desde que os smartphones Android se tornaram em objectos que não podem faltar nos nossos bolsos, se é que queremos não apanhar um “ataque de pânico” por termos esquecido em algum lado… No entanto é para sublinhar que neste ano a sua popularidade desceu com de 6.000 postos de trabalho perdidos em comparação com 2017.

Como novidade, a Tiobe incluiu novamente a linguagem dedicada a Base de dados, o SQL, já que segundo a mesma, a linguagem agora parece ser uma Turing completa.

Quanto à área destinada ao ambiente web, vemos que o PHP subiu de lugar comparado ao ano passado, mas tem sido ultrapassado bastante pelo Python, que teve um crescimento, principalmente pela sua utilização na computação científica, mineração de dados e por abrir um mundo de possibilidades para a inteligência Artificial.

Já o Javascript tem continuado a crescer, e é uma linguagem que merece ser estudada, pois já se está a tornar uma tendência. Esta linguagem é usada por mais de 80% dos programadores e está presente em 95% de todos os sites, para que tenham qualquer lógica dinâmica em suas páginas. V árias frameworks de Javascript vem aparecendo, tais como o React e o AngularJS, e à medida que a IoT e os dispositivos móveis se tornam mais populares, torna esta linguagem cada vez mais usada e é provavelmente que a sua popularidade diminua tão cedo.

  • 273 views
  • 0 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

© Cláudio Pereira 2018

Close